Deficiência visual

A deficiência visual é um tipo de deficiência que tanto pode ser congênita (devido amaurose congênita de Leber, malformações oculares, glaucoma congênito ou catarata congênita) ou adquirida (devido traumas oculares, catarata, glaucoma, diabetes). Ela pode ser classificada como:

  • Cegueira, onde a acuidade visual é igual ou menor que 0,05 no melhor olho, com a melhor correção óptica;
  • Baixa visão, onde a acuidade visual entre 0,3 e 0,05 no melhor olho (com a melhor correção óptica), nos casos nos quais a somatória da medida do campo visual em ambos os olhos for igual ou menor que 60° ou a ocorrência simultânea de quaisquer das condições anteriores;
  • Daltonismo, caracterizado pela alteração da visão de cores.

Segundo dados do IBGE de 2010, no Brasil, mais de 6,5 milhões de pessoas têm alguma deficiência visual. Desse total 528.624 pessoas são incapazes de enxergar (cegos) e 6.056.654 pessoas possuem grande dificuldade permanente de enxergar (baixa visão ou visão subnormal);

Sessão de cinema comentado

Hoje-EU-QUERO-VOLTAR-SOZINHO_01Leonardo (Guilherme Lobo), um adolescente cego, tenta lidar com a mãe super protetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel (Fabio Audi) chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade. (Sinopse Completa).

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho é um filme brasileiro dirigido, produzido e roteirizado por Daniel Ribeiro. Conta com a produção de Lacuna Filmes e com a distribuição no Brasil pela Vitrine Filmes e distribuição internacional pela Films Boutique. O longa-metragem estrelado por Guilherme Lobo, Tess Amorim e Fábio Audi estreou no dia 10 de abril de 2014. O filme é baseado no curta-metragem Eu Não Quero Voltar Sozinho. O filme não se trata de uma continuidade do curta, mas uma narrativa diferente para a mesma história. Em fevereiro de 2014, o filme foi vencedor do prêmio Fipresci concedido pela Federação Internacional de Críticos de Cinema. Em 18 de setembro de 2014, o filme foi o escolhido pelo Ministério da Cultura entre 18 longas brasileiros, para representar o Brasil na competição de Oscar de melhor filme estrangeiro da edição de 2015.5 Porém não conseguiu ficar entre os finalistas ao prêmio (texto copiado da Wikipédia).

Intercâmbio acadêmico para pessoas com deficiência

Um dos assuntos abordador no filme “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” é o tabu envolvendo a intercâmbio de estudantes com algum tipo de deficiência. Não existe, no entanto, impedimento para tal uma vez tratadas as particularidades de casa caso. Foi o caso da Aline Castro, estudante de Ciências Biológicas da PUC-MG com deficiência física, que superou os desafios e hoje faz parte do Ciências sem Fronteiras estudando na University of Kentucky, EUA.

Tecnologias assistivas

Cão guia

Imagem19No Brasil existe um curso para formação de treinadores de cães guia, que acontece no IFC – Instituto Federal Catarinense, Campus Camboriu. São selecionados 6 servidores de IFs do Brasil, que ao terminarem o curso retornam para as IFs de origem com o objetivo de abrir o mesmo curso em sua própria IF.

Trilhas ecológicas adaptadas

Ecoturismo para pessoas com deficiência visual:

Color-add

Sistema de representação de cores para daltônicos através de ícones (saiba mais aqui).
Imagem20

Apoio ao estudo de biologia humana e anatomia

Modelos tridimensionais de células e tecidos (saiba mais aqui e aqui):

Slide 1
Slide 2
Slide 3

Modelos anatômicos 3D com adesivos e LivescrivePen, “falam” através de etiquetas coladas no modelo identificadas por dispositivos de áudio:

Dispositivos eletrônicos

Dispositivos diversos que auxiliam na leitura e escrita, como lupa eletrônica, impressoras braille, display (saiba mais aqui), scanner e leitor de livros (saiba mais aqui e aqui), óculos com sensor que emite tons de alerta (saiba mais aqui) e bengala com sensor (saiba mais aqui).

Slide 1
Slide 2
Slide 3
Slide 4
Slide 5
Slide 6
Slide 7
Slide 8
Slide 9

Leitores para computador

  • DOSVOX (saiba mais aqui)
  • JAWS (saiba mais aqui)
  • nvaccess (saiba mais aqui)

Jogos

Jogos físicos acessíveis às pessoas com deficiência visual:
defvisualImagem1

RPGs textuais com MUD Valinor (saiba mais aqui):
defvisualImagem3

Só soprando (saiba mais aqui):
defvisualImagem4

Blind Games Brazil – Jogos Acessíveis Para Deficientes Visuais (saiba mais aqui):
defvisualImagem2

Uma forma diferente para “assistir” futebol (saiba mais aqui):
defvisualheliosurdos2-thumb-800x547-49296

Dicas de convivência

As pessoas com deficiência visual são como as outras, trate-as com respeito e as inclua nas atividades sociais, estudantis ou profissionais. Mas existem algumas particularidades que ocorrem no cotidiano e que iremos citar neste trabalho:

Ao conversar

  • É interessante cumprimentar verbalmente o cego para facilitar o reconhecimento;
  • Sinalize um aperto de mão tocando levemente em sua mão;
  • Não é necessário utilizar um tom de voz mais alto, a menos que a pessoa solicite;
  • Quando for sair de uma conversa com uma pessoa com deficiência visual comunique a sua saída;
  • Dirija a conversa a pessoa com deficiência visual e não ao seu acompanhante;
  • Seja gentil, mas não excessivamente;
  • As palavras “ver” por “ouvir” podem ser usadas normalmente em uma conversa.

Ao ajudar

  • Nem sempre os deficientes visuais querem ou precisam de ajuda para caminhar na rua. É prudente perguntar antes de agir;
  • Ao guiar a pessoa cega, não empurre-a nem puxe-a pelo braço. Ofereça seu braço para que ela o segure e o movimento do seu corpo dará a ela a orientação necessária;
  • Quando explicar uma direção, seja o mais específico possível. De preferência, indique as distâncias em metros e não se restrinja a dizer apenas “à direita” ou “à esquerda”, pois o cego pode se confundir.

Ao caminhar

  • Durante a caminhada, avise o indivíduo sobre possíveis obstáculos, tais como degraus, buracos e pisos escorregadios;
  • Não brinque com cães guias. Eles estão ali para exercer uma função e, ao brincar com eles, pode ser que você o distraia e atrapalhe-o.

Ao visitar

  • Ao visitar uma pessoa que tenha deficiência visual, não altere o posicionamento de móveis e objetos. Essa modificação pode trazer consequências indesejáveis, visto que os cegos se locomovem com base na lembrança da posição dos objetos.

Fotos da sessão

Capa_Filme

Capa_Filme

Capa_Filme

Capa_Filme

Capa_Filme

Capa_Filme

Arquivo com a sequência de slides da sessão

Clique aqui para fazer o download.

Referências adicionais

DEFICIENTE Online.

MASSOF, R. W. (2003). “Auditory assistive devices for the blind”. ICAD – Proceedings of the 2003 International Conference on Auditory Display, Boston, p. 271–275.

RIBEIRO, M. G. (2010). “Vida como patrimônio, inclusão como conquista: educação e pesquisa no museu de ciências morfológicas da UFMG”. Cadernos da CAADE – Sociedade e Pessoas com Deficiência. Belo Horizonte. Governo do Estado de Minas Gerais.